Star Wars Tecnologia de coisa nenhuma...: Mudanças e quebra de paradigmas

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Mudanças e quebra de paradigmas

Voltei das férias, sai da inércia, e muita coisa mudou desde então. (Me atrevo a dizer, tudo foi pra melhor) Bom, primeiramente feliz férias a todos, espero que tenham sido tão boas quanto as minhas, mas um post pra falar de férias eu faço depois. Acho que um momento melhor do que o meu atual pra falar de mudanças e melhorias não existe, então vamos lá.

Primeiramente, eu ja cheguei a confundir muito as mudanças com alguns pequenos ajustes que ocorreram por diversas vezes na minha vida, mas mudança não é isso, mudança é quando voce consegue sair de uma situação ou cenário em que por vezes se ve preso e acaba enxergando aquilo pelos olhos da razão e percebe que fez um movimento crucial em direção a uma situação ou cenário melhor. Mudar é simplesmente abraçar uma nova idéia, ver além dos limites que enxergava antes e reconhecer que,se a situação as vezes era ou é ruim, é simplesmente porque alguma coisa dentro dela, quem sabe até voce próprio, precisa mudar.

Por muitas vezes vamos acabar entrando em ciclos, situações que como mencionado antes, te deixam a mercê da comodidade. Aonde vários motivos, dentre eles o costume, te fazem acreditar que "Aquilo não tem jeito" ou "Uma hora vai melhorar", tais pensamentos te cegam mais pra realidade, é quase como cavar tão fundo a ponto de não conseguir sair depois, e isso é perigoso, muito perigoso, pois voce fica preso em suas proprias armadilhas (com a melhor das intenções, mas o inferno está cheio delas).

Eu tinha um ciclo, assim como voce leitor já teve ou tem. Não é fácil quebrar todos esses paradigmas já tão rotineiros e ter coragem de mudar para algo, temos medos, temos receios e principalmente, confundimos o passado com o presente. Abraçar uma causa nova e ter coragem de encarar situações parecidas (mas não iguais) é digno de méritos tão elevados quanto os mais de oito mil que o Vegeta tanto se surpreendeu (momento nerd).

Se tiverem a oportunidade, pensem na suas vidas e procurem achar possiveis melhorias. Nossa principal missão na terra (eu digo por mim) é buscar o equilibrio, não existe nada perfeito, mas perder o controle da balança e deixar as coisas desandarem também não é a melhor opção.

Posso dizer? Eu to feliz, até demais. Não acredito naquilo que dizem sobre gritar a felicidade alto fazer mal porque a inveja tem ouvidos apurados. Eu to feliz sim, e gosto de compartilhar isso...querem que eu grite o que? Desgraças? Inveja? Hipocrisia? Não dá, eu posso te passar alguns lugares aonde encontrar isso, mas aqui não.

Pra não dizerem que eu to otimista demais (apesar de eu ser), vou dizer um ponto ruim disso tudo: Tô com saudade!!! Consequentemente a mudança que eu tanto falei me trouxe isso...fazer o que ne? Mas mesmo assim a balança ta equilibrada pro lado certo, o lado feliz...a saudade tá la so pra lembrar que é bom, muito bom, ter um motivo a mais pra sorrir, e que sorriso feliz hein?

Até a próxima, boa semana e fiquem com Deus!

3 comentários:

Anônimo disse...

Tudo é uma questão de manter: a menta quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo! :)

Celitxa

Anônimo disse...

A questão é, ser um barco à deriva, e se deixar levar, quando menos queremos as coisas acontecem :)

Anônimo disse...

Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir. (Sêneca)
Então a questão não é ser um barco à deriva!
As coisas acontecem quando deixamos que aconteçam, quando estamos preparados (ainda que não saibamos que estamos preparados)!
E também não é uma questão de se estar sempre esperando, procurando ou provocando alguma coisa, pra que algo aconteça!
A questão é: Você não muda por ter decidido não permanecer igual.
E você não muda pq o cenário da sua vida mudou!
Mudanças externas são apenas escolhas que fazemos na nossa vida, ou que alguém faz por nós. As verdadeiras e eficazes mudanças acontecem sempre no plano interno.
A gente pode decidir mudar de casa, mas se a mobília é a mesma, o cenário continua praticamente IGUAL!
Coração tranquilo é o que há!
Esse post me remeteu a uma música que gosto muito: É o Que Me Interessa - Lenine
A letra cai como uma luva feita sob medida!