Star Wars Tecnologia de coisa nenhuma...: Minha vida de "Adulto dependente"

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Minha vida de "Adulto dependente"

Sou melancolico e dramático sim, por vezes frio e bruto, mas sempre amante da bucolica sensação de viver aquilo para lembrar-se depois. O Ócio aqui em casa me obrigou a pesquisar coisas no google, coisas que eu vi, lembrei, por vezes abri sorrisos e por outras fechei o cenho, mas no final, são lembranças de coisas que ja aconteceram e me fizeram lembrar de outras coisas que tambem aconteceram mais antigas ainda...

Vou me focar no meu dia de hoje, quando fui fazer compras e a ficha caiu "Nao tem ninguem aqui além de mim mesmo, eu preciso aprender como fazer"

Hoje fui fazer compras, engraçado que quando eu era menor e ia com o papai, pegava de tudo sem consultar nada, tudo era bom e barato...maldita idade adulta, nunca pensei que fosse passar mais de uma hora so escolhendo preços e vendo equivalencia de gramas... e a carne entao?

A Carne ta carissima, tive q comprar frango tbm q tava mais em conta, e carne de pescoço do porco pq tava mais barata que o lombo...

Lembro de uma vez que eu pedi pro meu pai comprar um biscoito pra mim que custava R$ 5,40 ele disse q nao pq tava caro...eu reclamei...na minha mente de criança, R$ 5,40 era uma mixaria, algo que eu juntava para comprar figurinhas, MAS PUTA QUE PARIU, R$ 5,40 faz uma diferença mto grande no "todo" da coisa, entao, papai, publicamente, me perdoe pelas minhas birras de criança...

Outra coisa que eu nunca tinha prestado atenção é no consumo de luz eletrica...
aqui no apartamento a gente economiza ao maximo dos maximos, luz ligada a toa, porta da geladeira aberta, ventilador ligado no frio... NÃO PODE! (e em pensar q la em casa eu ligava o ar-condicionado de tarde so pq eu tava afim de ver filme no frio...)

Eu lembro que ficava puto quando a minha mãe reclamava de eu estar estressando dizendo "tu nao tem problemas, ta reclamando de barriga cheia.
Doce inocencia a minha achar que nao saber equação da reta ou trigonometria era problema...nenhuma preocupação com prova de fim de ano supera a preocupação de voce ter ou nao um emprego, ou de ter ou nao a grana pras contas...

Mas enfim, ninguem pode fugir disso ne...frase pai e mae "quando meus males forem velhos, os teus serão novos",é meio verdade, pq esses males ai são os mesmos pra todo mundo SEMPRE, entao sao males velhos, que os mais velhos adiantam pros mais novos..

Agora licença que tenho q gerar o boleto da Unicamp q vence dia 10, junto com o condominio e o gás daqui...se cuidem!

2 comentários:

Dyke in the sky disse...

UEHUAEHAUEH é amigo, essa vida de adulto não é fácil, mas traz um bem estar de alma que não tens noção

Lucas Bergh disse...

ae manão, mais uma vez mandando bem! =D

taí a minha contribuição...

cada fase da vida tem suas "broncas" próprias.

o fato de que a cada dia que passa a gente tá mais "por conta própria" não torna menores os problemas que a gente viveu na época de moleque.

é verdade que, há alguns anos, certas preocupações sequer passavam perto das nossas cabeças, mas hj... como elas preocupam!

só que, de outro lado, estamos cada vez mais perto daquela independência pela qual nós protestávamos tanto também há alguns anos...

eu tento me afastar daquela tendência do homem de "jamais se dar por satisfeito", e prefiro dizer apenas que os problemas são diferentes, não maiores/menores.

prós e contras. nem melhor, nem pior. só diferente.